Galeria Gestual

Galeria
Artistas
Exposições
Leilões
Ana Alegria
MEU PEQUENO CIRCO (ou Fabulário)
Abrir uma caixa de surpresas é a sensação que tenho ao mostrar este trabalho agora. Este pequeno circo ou fabulário já me acompanha há mais de dez anos e nunca foi mostrado em Porto Alegre. É um trabalho paralelo às outras séries que desenvolvi nos últimos anos , como  "Vocabulário" ,  "Rayuela"" e , recentemente , a retomada da série "Cercas".

Este pequeno circo é como um grande brinquedo onde personagens feitos de materiais muito simples , como cera, lata, arame ,etc convivem e fazem parte de um mundo reinventado . Um teatro do absurdo onde cada um tem o seu papel.

As telas repetem os gestos , cores e formas destas pequenas figuras. Os bichos em papel-machê foram feitos especialmente para esta exposição . Os guaches também serão mostrados pela primeira vez e fazem parte de uma grande coleção que para mim é quase um diário onde registro ,com leveza e liberdade , momentos vividos. Um diário que é também fonte de idéias, por isso até hoje guardado em segredo.

Ana Alegria

catálogo MEU PEQUENO CIRCO (ou Fabulário)
Ana Alegria
escultura em papel machê
19 x 42 x 14 cm
ass. s. dt.
4362
Ana Alegria
escultura em papel machê
24 x 50 x 14 cm
ass. s. dt.
4363
Ana Alegria
escultura em papel machê
35 x 58 x 19 cm
ass. s. dt.
4366
Ana Alegria
escultura em papel machê
25 x 72 x 19 cm
ass. s. dt.
4367
Ana Alegria
escultura em papel machê
52 x 20 x 27 cm
ass. s. dt.
4368
Ana Alegria nasceu em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, onde estudou Letras e Artes Plásticas. Foi aluna de Iberê Camargo (gravura),Vasco Prado e Paulo Peres (desenho). Aprendeu a técnica do papel machê com Antonia Eiriz em Havana, Cuba. Entre suas exposições individuais estão: Galeria Macunaíma (Rio) , Bolsa de Arte, Agência de Arte, Galeria Iberê Camargo, Pinacoteca Aldo Locatelli , "Encontros com a Arte No Paço" (Porto Alegre), Galeria del Paseo ( Montevidéu), Galeria Taller Portocarrero (Havana), Galerie Rahn ( Zurique). Ana participou de diversos salões nacionais e internacionais, entre eles a Bienal de Havana, o Salão Nacional de Artes Plásticas e o Panorama do Desenho Brasileiro. Em 1998 foi convidada pela Pro-Helvetia e esteve trabalhando na Fondazione Arp, em Locarno, Suíça, como artista residente. Desenvolve seu trabalho em pintura, desenho, escultura e gravura, e tem obras em acervos museus e coleções, como o MARGS, o MAC, o Centro Wifredo Lam (Cuba), a Fondazione Arp e a Coleção Hoffman-La Roche (Basiléia, Suíça).