Galeria Gestual

Galeria
Artistas
Exposições
Leilões
Nelson Wiegert
Nelson Wiegert
papel, flor artificial, e reprodução fotográfica sobre foto
70 x 53 cm
ass. dt. 2011 2012
4558
Nelson Wiegert
tecido, flor artificial, e reprodução fotográfica sobre foto
70 x 53 cm
ass. dt. 2011 2012
4559
Nelson Wiegert
plástico filme, flor artificial, e reprodução fotográfica sobre foto
70 x 53 cm
ass. dt. 2011 2012
4562
NELSON WIEGERT

Nascido em Tuparendi, 1940.
Cursa Academia de Belas Artes de Porto Alegre, 1962-66
Aluno de Aldo Malagoli, Alice Soares, Cristina Balbão e Fernando Corona.
Participa do Atelier Livre, aluno de Iberê Camargo.
Participa de exposições coletivas em Curitiba, Florianópolis e Sāo Paulo.
Primeiro Prêmio em Desenho no Salāo de Arte Contemporânea de São Paulo em 1965

Transfere-se para Munique em 1966.
Participa da Academia de Verão em Salzburg onde ganha o Primeiro Premio de Pintura como aluno de Emilio Vedova, que o convida para trabalhar em seu atelier em Veneza.
Retorna a Munique em 1967
Primeira Individual na Galeria Buchholz, 1968
Mostras coletivas em Basel, Frankfurt, Colonia
Individual com Fulvio Esmeraldo, Genebra, 1970

A partir de 1969 assume a profissão de marchand na Galeria Buchholz em Munique, onde realiza a primeira mostra de Fernando Botero, exposições com artistas latino-americanos como Julio Le Parc, Jesús Soto, Cruz-Diez e Olga do Amaral e coletiva com as gravadoras brasileiras Fayga Ostrower, Maria Bonomi e Vera Chaves.

Faz contato com Sergio Camargo em Paris, 1968 e organiza a primeira mostra de seu trabalho em Munique.

Em 1971 inicia seu trabalho na galeria Art in Progress, onde expõe Cy Twombly, Andy Warhol, Robert Rauschenberg, Richard Serra, Carl Andre, Fred Sandback e Sol LeWitt e desenvolve projeto com Christo para a embalagem da galeria.

Nos anos 80 inicia atividade com a Galeria Biedermann, onde representa artistas como Eduardo Chillida e Antoni Tàpies. Nos anos 90 desenvolve projetos com artistas americanos como Tony Ousler, Claes Oldenburg, Linda Karshan , Michael Goldberg e Richard Wentworth.

Em 2005 retoma sua carreira artística e realiza sua primeira mostra em Porto Alegre na Galeria Gestual em 2010, apresentando desenhos a nanquim tendo o círculo como símbolo de espaço. Em 2011 mostra na mesma galeria uma série de fotografias relacionadas ao movimentos da luz.

A exposição atual trata das possibilidades da colagem e fotografia e faz uma homenagem a Jean Paul Sartre.